Uma das cidades mais bem estruturadas e com diversos títulos da melhor cidade para se viver no mundo, Helsinque na Finlândia é muito charmosa e cativa os turistas. Com sua enorme organização, tranquilidade e muitas atrações, a cidade fica repleta de turistas no verão europeu.

É considerada uma cidade bastante cara, principalmente em relação a comidas, porém há como você se programar e realizar uma viagem de maneira mais econômica e segura. Fique conosco e confira diversas dicas de o que fazer em Helsinque. Lembra-se, coloque seu casaco e aproveite o clima local!

Helsinque na Finlândia

O que fazer em Helsinque

As atrações na capital Helsinque são bastante interessantes e remetem uma viagem no tempo ao turista. Com diversos lugares históricos e muito preservados, vale a pena conhecer a maioria deles. A seguir, citaremos algumas atrações muito recomendadas para se fazer na cidade.

Free Walking Tour

Um excelente modo de começar sua viagem em Helsinque é através do Free Walking Tour pela cidade. O passeio guiado dura cerca de 3 horas, no qual é explicado sobre a cultura local, diversas curiosidades, entre outras coisas.

O turista iniciado o tour na Praça do Senado e ao final dele, o guia espera receber algum pagamento pelo passeio. Sendo assim, é um tour guiado grátis, porém se espera que o turista faça algum pagamento ao final dele.

Catedral de Helsinque

Localizada na conhecida Praça do Senado, a Catedral de Helsinque é uma igreja luterana datada entre os anos de 1830 e 1852. O local é um ótimo cartão postal da cidade.

Catedral de Helsinque

Sobre sua história, ela foi construída em homenagem à Czar Nicolau I, da Rússia. Quando pensar em o que fazer em Helsinque na Finlândia, não deixe de visitar esse local.

Conheça também sobre a Praia do Lázaro em Ubatuba.

Praça do Senado

Um dos cartões postais da cidade, a Praça do Senado é um lugar bastante conhecido de Helsinque. Nela estão incluídos a Catedral de Helsinque, a Universidade de Helsinque e o Palácio do Governo.

É um ótimo local para fotos e para a observação da cultura local finlandesa.

Esplanadi Park

Um lindo parque localizado bem no centro da cidade, o Esplanadi Park é um excelente local para uma caminhada matinal. Repleto de natureza e ótimos cafés, o local é um dos pontos principais de encontro dos finlandeses em finais de semana.

Esplanadi Park

Há também no local, um palco em que ocorrem apresentações variadas. Ao redor do parque, existem diversas lojas para passear também.

Market Square

Ótimo espaço para frequentar quando você pensar em o que fazer em Helsinque. O Market Square é um mercado ao céu aberto com diversas barracas, lembrando uma enorme feira.

Market Place em Helsinque

No local, você pode conhecer mais sobre a culinária local e apreciar os excelentes pratos de salmão. Nessa feira, se vende um pouco de tudo. Recomendamos bastante o local.

Capela do Silêncio

Localizada no centro comercial de Helsinque, a Capela do Silêncio é uma construção bastante interessante. Feita no ano de 2012, o formato da capela lembra a Arca de Noé e é um local para reflexão e paz.

O local não é de nenhum cunho religioso e permite ao visitante refletir um pouco sobre tudo e até mesmo, conversar sobre a vida com os funcionários. A proposta do local é bastante válida e muito bacana.

Igreja de Pedra

Com uma arquitetura bastante diferenciada e que chama a atenção, a Igreja de Pedra é um ótimo lugar para conhecer em Helsinque. Suas paredes de pedra com diversos espaços vagos são bem peculiares.

É considerado um templo luterano e foi planejado através da escavação em uma rocha de granito.

Igreja de Pedra em Helsinque

Transporte em Helsinque

Um dos pontos mais bem comentados de Helsinque na Finlândia é em relação ao seu transporte público. Com uma ótima organização e infraestrutura, a disposição de ônibus, metrô e trens pela cidade é praticamente perfeita.

Existem bilhetes unitários que podem ser usados em qualquer meio de transporte coletivo e bilhetes que permitem as viagens ilimitadas por 24 horas, em um preço que compensa bastante.

Metro em Helsinque

A ideia na cidade é que, até o ano de 2025, o uso de carros no local seja zero ou bem próximo disso.

Onde se hospedar em Helsinque

As opções de hospedagem em Helsinque na Finlândia são bem variadas e com preços bem distintos. Existem opções luxuosas e opções bem mais em conta. A seguir, listaremos algumas opções de hospedagens que recomendamos o turista pesquisar antes de ir. Fica a seu critério o valor que gostaria de pagar em cada estadia.

  • Hotel Kamp: certamente o hotel mais luxuoso da Finlândia, o Hotel Kamp também é um dos mais caros. Fica bem localizado no centro da cidade e foi construído em 1887.
  • Hostel CheapSleep Helsinki: para quem não quer gastar tanto com hospedagem, esse hostel pode ser uma boa opção. Muito bem organizado e com a opção de quartos compartilhados ou individuais, o local fica a 3 km da estação de trem de Helsinque.
  • Hilton Helsinki Kalastajatorppa: essa é uma opção para quem gosta de natureza. Esse resort fica a 10 minutos da área central da cidade e é bastante tranquilo. Os serviços são muito bem oferecidos e conta com um excelente restaurante dentro.

Vale lembrar que, na alta temporada, os locais recebem um alto número de turista e vale a pena você reservar antes os locais.

Hotel Kamp

Quando ir para Helsinque?

Essa é uma pergunta bastante discutida entre os turistas que planejam visitar o local. Os meses de menor frio são entre abril e outubro, no qual o turista brasileiro consegue se adequar melhor ao tempo e aproveitar mais tranquilamente as atrações da cidade.

Nos demais meses, o frio aperta bastante e fica complicado para quem não está acostumado. Nessa época, recomendamos para quem for a Helsinque, a prática de esqui na neve, pois a cidade contém diversas estações.

Como chegar em Helsinque

Para você que sai do Brasil a caminho de Helsinque na Finlândia, o trajeto mais fácil a se fazer é ir até um aeroporto das grandes cidades da europa. Não há voos diretos entre Brasil e Finlândia, porém diversas capitais europeias fazem essa conexão.

Cidades como Londres, Lisboa e Amsterdã podem servir facilmente como conexão ao turista. Além disso, existem outros meios para você chegar até o local se você estiver mais perto. Uma atração bastante recomendada é o trem que chega até São Petersburgo na Rússia.

Onde comer em Helsinque

A culinária na Finlândia sofreu bastante influência russa, com diversos pratos parecidos e temperos marcantes. A seguir, falaremos alguns restaurantes conhecidos na região central da cidade e de fácil acesso para o turista.

Cafe Esplanad na Finlândia

Os preços em sua maioria são bem elevados, mas vale experimentar pela experiência. Confira possíveis lugares de onde comer em Helsinque.

  • Kappeli: fica localizado no Esplanade Park, um restaurante bastante famoso e histórico. Seu cardápio é recheado de sopas e peixes, com um estilo mais escandinavo.
  • Café Esplanad: para quem gosta de tomar um bom café e comer ótimos doces, o local é ideal. Há também a parte de restaurante no local, recomendamos bastante.
  • Mercado Kauppatori: um lugar bastante conhecido da cidade, as barracas desse lugar atraem turistas do mundo todo. Os pratos variam bastante e entre eles estão as sopas de salmão, bolinhos de bacalhau, paellas, entre outras coisas.

Enfim, os restaurantes na região de Helsinque são muito bem estruturados e organizados. Os preços são um pouco salgados, porém vale a pena pela ótima experiência.

Dicas úteis

Para uma viagem segura e de qualidade para Helsinque, se programe com antecedência. Abaixo deixamos diversas dicas que você deve se atentar para evitar possíveis imprevistos na viagem.

  • Moeda: a moeda oficial do local é o Euro.
  • Documento: não é necessário ter visto para entrar na Finlândia, porém o passaporte deve conter validade de 3 meses ou mais.
  • Vestimentas: você já deve saber que a região é bastante fria, independente da época do ano. Há épocas em que o frio é ainda maior, por isso, capriche nas roupas para levar, observe bem seus casacos, segunda pele, meias, entre outras coisas.
  • Idioma: o idioma local é o finlandês, porém o inglês é compreendido por quase todos os moradores. Outras línguas, como o alemão, também são faladas no local.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *