Ilha de Marajó: roteiro, dicas e atrações

Uma viagem que com certeza você irá amar e se impressionar com tamanha natureza, a Ilha de Marajó no Pará é um destino muito visitado durante todo o ano. Com locais desertos, praias belíssimas e lugares exóticos, a maior ilha fluviomarítima do mundo encanta qualquer um.

Com muita simplicidade de seus moradores, natureza e a mistura de água doce com água salgada faz você não querer mais ir embora.

Fique conosco e acompanhe um ótimo roteiro para seguir quando você for visitar a Ilha de Marajó.

Ilha de Marajó

Onde fica a Ilha de Marajó

A Ilha de Marajó fica localizada no estado do Pará, na região Norte do Brasil. Como é banhada por rios de água doce e pelo oceano Atlântico, é considerada marítima-fluvial.

A Ilha é dividida em 12 municípios e é composta por muita natureza, biodiversidade e simplicidade de seus moradores.

Conheça também São Lourenço em Minas Gerais.

Como chegar na Ilha de Marajó

Para quem tem dúvidas de como chegar até a Ilha de Marajó, o trajeto é um pouco longo, porém bem simples. Primeiramente você deve desembarcar em Belém, capital do Pará.

A partir de Belém, você deve continuar por via fluvial, contando com 3 empresas que fazem esse trabalho.

A passagem custa em torno de 50 reais e o tempo de viagem é de 2 horas. As empresas responsáveis são: Master Motos, Bannach e Arapari.

Aluguel de carro

Uma excelente opção para o turista é alugar um carro. Aumentando seu conforto e sua flexibilidade, com o aluguel de um carro você irá aproveitar bem melhor as atrações da Ilha.

Recomendamos o aluguel do carro em Belém e ir com a balsa até a Ilha de Marajó. Depender de táxis na ilha pode ser um mau negócio, devido ao alto preço cobrado.

Recomendamos procurar aluguel de carros nas empresas Movida e Unidas, ambas disponíveis em Belém do Pará.

O que fazer na Ilha de Marajó

Praia da Barra Velha

Uma das praias mais conhecidas da ilha, a Praia da Barra Velha fica localizada no município de Soure e contém uma vista maravilhosa.

Com uma grande faixa de areia, a praia quando está com a maré baixa fica enorme e muito movimentada. Há diversos ambulantes pelo local e muitas moradias também.

Ao entorno da praia, pode-se encontrar muita vegetação de mangues, animais típicos da região, dando uma bela mistura de água doce com água salgada. Além disso, você deverá tomar cuidado com as arrais na praia, sendo comum encontrar algumas escondidas na areia quando a maré está baixa.

Praia do Pesqueiro

Bem próximo à Praia de Barra Velha, a Praia do Pesqueiro também é bastante extensa em sua faixa de areia, com diversos quiosques que servem a famosa carne de búfalo.

Passeios

Fica localizada cerca de 20 minutos de carro do centro de Soure, sendo de fácil acesso.

Com uma areia bastante fina, é ideal para famílias que buscam tranquilidade e muita diversão para os pequenos.

Comunidade do Pesqueiro

Como o próprio nome já diz, a comunidade vive basicamente das atividades dos mangues e do mar. Ocorre um passeio guiado, no qual é apresentado diversas características dos mangues e muitos animais presentes nos mesmo.

A comunidade é bastante famosa pela extração do turú, que é um molusco que vive nos troncos das árvores dos mangues.

Além de conhecer o mangue, o turista também faz um passeio de barco passando por algumas praias.

Praia do Céu

Um lugar bastante escondido na ilha, a Praia do Céu fica localizada na pequena comunidade do Céu, e impressiona na beleza.

A comunidade fica à beira de um rio que dá uma enorme impressão de ser um mar. Existe um ótimo restaurante no local e uma casa para abrigar os turistas. Vale a pena conhecer essa maravilha pouco visitada na ilha.

Praia do Céu

Praia do Caju Una

Perto da Praia do Céu, a Praia do Caju Uma também é pouco conhecida e seu entorno é todo de mata. No local, ocorre a união de dois rios, formando um excelente lugar para banho.

Ao fundo pode-se observar muita vegetação, que faz parte da floresta amazônica. Uma vista bastante bonita que vale a pena fotografar!

Furo do Miguelão

Um passeio muito recomendado na ilha, o passeio pelo rio Paracauari impressiona os turistas. O passeio dura por volta de 3 horas e acontece bem pela manhã devido a maré estar mais baixa.

A pequena embarcação leva o turista para conhecer os igarapés, passando por locais de muita natureza e biodiversidade.

Passeio com muita natureza

Quando ir para a Ilha de Marajó

A Ilha de Marajó fica localizada no estado do Pará e a região é quente o ano todo. As temperaturas médias ficam em torno de 30 graus.

A preferência dos turistas na época de viagens é o período seco, pois assim evitam de pegar áreas alagadas, estradas ruins, entre outras coisas.

A época de poucas chuvas na região fica entre os meses de junho a janeiro, com muito sol e calor o dia todo.

Hospedagem na Ilha de Marajó

A escolha da hospedagem na Ilha de Marajó é importante, pois como as atrações ficam distantes uma das outras, ficar bem localizado conta muito.

A melhor opção é se hospedar em Soure, local mais próximo das principais atrações da Ilha.

Em Soure as opções de hospedagem variam bastante, na maioria delas são pousadas bem rústicas e simples.

Recomendamos duas opções em Soure para o turista, o Hotel Casarão da Amazônia, um local muito bonito e conservado, ou então a Pousada Marajoara, um local mais simples, mas que atende todas as necessidades.

Hotel Casarão da Amazônia

Dicas gerais

Para quem está pensando em ir para a Ilha de Marajó, vale a pena reservar ao menos 5 dias para essa viagem. O local contém diversas atrações e não vale a pena fazer tudo rapidamente.

Para quem gosta de natureza, simplicidade e comida típicas da região, irá aproveitar bastante o tempo todo.

Outro ponto bastante importante é o aluguel do carro. Para você que vai em grupo ou em família, vale muito a pena alugar um carro. Isso te trará mais conforto, flexibilidade de horários e você não dependerá de taxis no local, pois o preço é alto devido as longas distâncias de uma atração a outra.

Vale lembrar que, a maioria dos quiosques do local aceitam apenas dinheiro como forma de pagamento, pois então leve uma quantia considerável pois existem poucos caixas eletrônicos disponíveis.

No mais, com certeza você irá aproveitar muito esse lugar, repleto de biodiversidade, natureza e muita paz.

Policiais utilizando búfalos no policiamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *