São Paulo é uma cidade com diversos encantos, reunindo uma quantidade enorme de pluralismo cultural devido à formação da própria identidade brasileira, que se dá por meio da contribuição de inúmeros povos.

Tanto que a criatividade e o ar de cultura são itens constantemente presentes em todos os cantos da cidade, especialmente por conta de megaeventos que cada vez mais ficam famosos no cenário nacional e internacional, como a Virada Cultural e a São Paulo Fashion Week.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, o setor de economia criativa – que contempla a área de moda, cultura, tecnologia, artes, e afins – movimenta cerca de 40 bilhões de reais por ano na cidade! Essa cifra gigantesca representa 10% do PIB da cidade, o que pode demonstrar a dimensão do grande número de atrações culturais espalhadas pela capital paulista.

Se você deseja, portanto, fazer um tour cultural pela bela cidade de São Paulo ou morar nesta incrível cidade estando em busca de um apartamento para alugar em Moema, por exemplo, aproveite cada oportunidade que ela pode te proporcionar, por meio destas dicas sensacionais que separamos para você neste post voltado exclusivamente a um roteiro cultural incrível. Acompanhe!

Dica # 1 – Conheça a Vila Madalena!

O bairro de Vila Madalena pode ser considerado um exemplo de economia criativa, porque concentra artistas e artesãos, livrarias, galerias de arte e uma ampla variedade de bares e restaurantes. A marca de sua característica cultural e intelectual começou entre as décadas de 1970 e 1980, quando estudantes da Universidade de São Paulo se instalaram no distrito devido à localização e ao baixo custo durante esse período.

E, assim, aumentou o número de intelectuais, jornalistas, músicos e artistas, o que trouxe consigo estabelecimentos ligados a artes como oficinas e produtores de cinema, além de uma intensa vida noturna. Com vasta oferta comercial, cultural e gastronômica durante o dia e a noite, a Vila, como é chamada, também é conhecida pela variedade de bares com música e entretenimento abundantes. Durante o ano, existem até eventos culturais como a Arte da Vila, realizada em abril, onde artistas de diversas modalidades abrem suas oficinas ao público.

Como chegar: Estação de Metrô Vila Madalena (Linha Verde) ou Estação de Metrô Fradique Coutinho (Linha Amarela)

Dica #2 – Visite o Catavento Cultural

Criado em 2009 com o objetivo de apresentar conhecimentos relacionados à ciência e ao meio ambiente, o Catavento Cultural foi convertido em um dos museus mais visitados do país. Utilizando muita tecnologia, investe em interatividade com o visitante em suas quatro seções: Universo, Vida, Engenho e Sociedade.

Ocupa o Palácio das Indústrias, um imenso palácio de inspiração medieval construído entre 1913 e 1924 para ser um centro de exposições, mas no decorrer de sua história passou por diversos usos, como delegacia de polícia, Assembleia Legislativa e sede da cidade de São Paulo Corredor. A escolha do edifício para instalação do museu não se deve apenas à sua beleza e simbolismo, mas também à intenção de atrair a população para a região atualmente degradada do Parque Dom Pedro II.

Onde: Praça Cívica Ulisses Guimarães, s / n. Palácio das Indústrias – Parque Dom Pedro II Quando: terça a domingo e feriados das 9h às 17h.

Dica #3 – Não deixe de ir ao Museu do Futebol

Para quem é turista brasileiro ou estrangeiro, vale muito a pena ir a este passeio! Afinal, se falamos em cultura brasileira, não dá pra não falar de futebol! O Museu do Futebol é um museu que conta como a história do futebol faz parte da vida dos brasileiros e não poderia ser bem localizado do que sob as arquibancadas do estádio mais tradicional da cidade de São Paulo.

Inaugurado em 1940 como o maior estádio do Brasil, o Pacaembu (oficialmente chamado de Estádio Paulo Machado de Carvalho) vibra com a paixão dos torcedores nos dias de jogos, com o grande número de visitantes atraídos pelo Museu do Futebol em outros dias. Inaugurado em 2008, o museu utiliza muita interatividade e grande coleção multimídia, e hoje é uma das maiores atrações turísticas da cidade, especialmente para quem tem apartamentos na Vila Mariana.

Onde: Praça Charles Mueler, s / n – Pacaembu Quando: terça a domingo e feriados das 9h às 17h.

Dica #4 – Casa da Imagem

Com uma proposta moderna, a Casa da Imagem é a nova instituição dedicada à memória fotográfica de São Paulo. Além de hospedar uma coleção de 710.000 fotografias e promover sua preservação, pesquisa e divulgação, também desenvolve ações voltadas à memória da imagem documental da cidade.

Ocupa a Casa Nº1, construção da segunda metade do século XIX que tinha vários usos, e também administra o vizinho Beco do Pinto, uma passagem usada anteriormente para o trânsito de pessoas e animais entre os Catedral da Sé e planície de inundação do rio Tamanduateí, que hoje expõe projetos de arte contemporânea projetados especificamente para o espaço.

Recentemente restaurado, o Solar da Santos Marquise completa esse trio. Remanescente da arquitetura residencial urbana do século XVIII, este edifício é a sede do Museu da Cidade de São Paulo. Este complexo representa um novo ponto de referência arquitetônico, histórico e cultural da cidade, principalmente para quem busca por imóveis para alugar em Perdizes.

Onde: R. Roberto Simonsen, 136-B Centro Quando: Pesquisa sobre o acervo: terça a sexta, das 9h às 17h. Beco do Pinto Onde: R. Roberto Simonsen, s / n

Dica #5 – MAAU (Museu a Céu Aberto de Arte Urbana)

São Paulo é uma das capitais mundiais do grafite, e prova isso ao transformar uma região inteira em uma galeria ao ar livre. Dezenas de colunas que sustentam o metrô na Avenida Cruzeiro do Sul, a partir da Estação Tietê (onde fica o principal terminal de ônibus da cidade), passando pela Estação Carandiru (ao lado do Parque da Juventude) e estendendo-se até a Estação Santana, ganhou uma cor especial com a implantação do 1º Museu de Arte Urbana Aberta.

A ideia surgiu depois que alguns artistas foram presos nessa mesma região por pintar grafite sem autorização, o que gerou uma mobilização de classe que resultou no projeto MAAU, desenvolvido pelos artistas Binho Ribeiro e Chivitz. Em parceria com o poder público, a iniciativa foi implantada.

Onde: Av. Cruzeiro do Sul nas colunas que sustentam o metrô, entre as estações Portuguesa-Tietê e Santana.

Agora que você conheceu 5 dicas diferentes de locais fora do padrão para visitar em São Paulo, não deixe de programar seu próximo passeio! Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais!

ADM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *