Serra da Bocaina: dicas, melhores lugares e passeios

Criado no ano de 1971 com o intuito de preservar espécies ameaçadas de extinção, tanto em sua fauna e flora, a Serra da Bocaina é um Parque Nacional. Ele faz parte da Serra do Mar e fica localizado na divisa dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

Por ser um lugar de difícil acesso e competir com o turismo de grandes cidades da região, como Paraty, Ubatuba e Angra dos Reis, a Serra da Bocaina preserva uma grande natureza e uma tranquilidade enorme.

Serra da Bocaina

O Parque Nacional da Serra da Bocaina abriga uma área de aproximadamente 130 mil hectares e, teve como principal objetivo de criação, servir como um escudo ambiental com sua vegetação, para um possível acidente nas Usinas de Angra 1 e 2. Isso tudo ocorreu através de um Decreto Federal, vale ressaltar.

A região é repleta de espécies da fauna e flora bastante ameaçadas de extinção, como a linda onça pintada. Percorrer suas trilhas e cachoeiras durante o Parque Nacional da Serra da Bocaina é de se admirar tamanha natureza e preservação local.

Serra da Bocaina

Como chegar no Parque Nacional da Serra da Bocaina

Para você visitar a Serra da Bocaina, é necessário ir até a cidade principal do Parque, a cidade de São José do Barreiro, no estado de São Paulo.

Saindo de São José do Barreiro, você deve estar em um veículo com tração nas quatro rodas pois a estrada do centro da cidade até a entrada do Parque Nacional é bastante precária. Existe a opção de visita através de jipes e caminhões que são fornecidos por guias dentro da cidade, o trajeto é pago e mais tranquilo para quem não conhece muito o local.

Do centro de São José Barreiro até a entrada do Parque, são cerca de 27 km.

Dicas do que fazer na Serra da Bocaina

A seguir, listaremos diversas atividades para o turista fazer no Parque Nacional da Serra da Bocaina. Repleto de cachoeiras, trilhas, fazendas históricas e muita natureza e cultura, o lugar contém uma grande lista de atividades para serem desenvolvidas.

1)Trilha do Ouro

Sem dúvidas é a principal atração da Serra da Bocaina. Com duração de três dias e com cerca de 40 km, a Trilha do Ouro passa por um antigo caminho colonial que era utilizado para escoamento do ouro das cidades mineiras até o porto de Paraty.

O percurso se inicia na cidade principal do Parque, em São José do Barreiro, e vai até o litoral do Rio de Janeiro, em uma pequena vila chamada Mambucaba.

O trajeto é realizado pelo topo da Serra da Bocaina, a cerca de 1540 metros de altitude, passando por diversas cachoeiras, fazendas muito preservadas da época colonial, engenho de açúcar, além de toda a fauna e flora local.

Trilha do Ouro

Durante a trilha, o turista pode dormir nas grandes fazendas coloniais ou até mesmo em pontos demarcados durante a trilha, sob permissão dos responsáveis do parque.

2)Cachoeira Santo Izidro

Quando você estiver fazendo a Trilha do Ouro, essa será a primeira cachoeira que você verá. Cerca de apenas 1,5 km da entrada do Parque, após 40 minutos caminhando você chegara até ela.

A Cachoeira Santo Izidro contém duas quedas, uma com cerca de 80 metros de altura e uma menor. As águas da Cachoeira Santo Izidro são do rio Mambucaba e ótimas para um banho relaxante.

3)Cachoeira dos Veados

A Cachoeira dos Veados é a maior cachoeira do Parque Nacional da Serra da Bocaina. Com três quedas, seu tamanho chega a aproximadamente 150 metros, com dois poços lindos e ideias para banho.

A vista na região é linda e a queda das águas impressionam.

Cachoeira Serra da Bocaina

A cachoeira é visitada na grande maioria das vezes, por quem faz a Trilha do Ouro, em seu segundo dia de percurso. Fica cerca de 20 km distante da portaria principal do Parque Nacional.

Leia também sobre Monte Verde MG.

4)Cachoeira das Posses

Uma linda cachoeira que fica a cerca de 8 km da entrada do parque. A sua queda de água é bastante forte e tem cerca de 30 metros de altura.

Por ter um poço basicamente composto por grandes rochas, dificulta o viajante a se banhar no local, possibilitando apenas o encantamento da paisagem.

Essa também é uma cachoeira formada por águas do rio Mambucaba.

5)Cachoeira do Bracuí

Formada no estado de São Paulo mas desaguando no Rio de Janeiro, a Cachoeira do Bracuí tem uma vista espetacular da Baía da Ilha Grande.

Suas quedas, que são cinco, somam cerca de 1100 metros de altura. A parte alta dela é onde ocorre o banho, permitindo diversas fotos.

6)Pico do Tira Chapéu

Esse é o ponto mais alto da Serra da Bocaina e é um lugar muito procurado pelos turistas. Com uma visão especular que permite diversas fotos, contém 2088 metros de altitude e pode ser alcançado através de uma trilha de cerca de 4,5 km apenas de ida.

Pico Tira Chapéu

No local venta bastante, devido a isso o nome “Tira Chapéu”. Consegue-se ver grande parte do Vale do Paraíba e em dias claros, as baías de Paraty e Angras dos Reis.

7)Pico da Bacia

O segundo maior pico da região, com 2050 metros, o Pico da Bacia tem uma vista de diversas cidades do Vale do Paraíba, como Itatiaia, Resende e bastante parte da Serra da Mantiqueira.

A trilha até o local tem 8 km de ida, com subidas íngremes, mas tranquila de modo geral.

8)Mirante do Príncipe

Com uma vista privilegiada dos Mares de Morros do Vale do Paraíba e de diversas cidades das regiões, esse mirante tem 1900 metros de altitude e é muito visitado no horário do pôr do sol.

9)Mirante do Sobrado

Utilizado pela Brigada de Incêndio que monitora toda a Serra da Bocaína e com cerca de 1900 metros de altitude, o Mirante do Sobrado tem uma vista ampla de toda a Serra da Bocaina, Serra do Mar e a Serra da Mantiqueira.

O local é de fácil acesso e permite muitas fotos panorâmicas.

Fazendas Históricas na Serra da Bocaina

A região da Serra da Bocaina contém diversas Fazenda Históricas do período do Ciclo do Café no Brasil. Essas fazendas são abertas para visitação, desde que, agendadas.

Fazendas históricas na Serra da Bocaina

A maioria delas são bem conservadas e contém diversos móveis e decorações da época.

A cidade de Bananal é onde existem o maior número de Fazendas Históricas na região. No centro da cidade podemos conhecer muitas construções do século 19, inclusive uma estação de trem.

Informações úteis

Vale ressaltar algumas informações pertinentes para quem deseja ir até a Serra da Bocaina. O telefone do Parque Nacional da Serra da Bocaina é (12) 3117-2183.

Em São José do Barreiro, você pode encontrar um local para Informações Turísticas na Rua José Bento Teixeira, 45. A Rodoviária da cidade fica localizada na Avenida Fortunato Lobão.

Onde comer na Serra da Bocaina

Próximo do Parque Nacional ou até mesmo dentro dele, existem diversas pousadas para o turista ficar e se alimentar. São servidos café da manhã e almoço em diversos lugares.

A maioria dos pratos são preparados no fogão a lenha e tem um toque bastante rural.

Durante todas as estradas da região pode-se encontrar alguns restaurantes, pousadas e pequenos armazéns.

Em Bananal, a alimentação ocorre principalmente nas grandes fazendas espalhadas pelo município. Com grandes pratos e muita diversidade, o lugar atrai muitos turistas apenas para o almoço na fazenda.

Considerações Finais da Serra da Bocaina

Para que gosta de natureza, diversão e belas paisagens, é o local certo para seu passeio. Com muitas trilhas, cachoeiras, lindas vistas e muita simplicidade, a região cresce a cada ano no setor turístico e sempre impressiona quem conhece.

Parque Nacional da Serra da Bocaina

Tanto para passeios rápidos ou estadias maiores, o local é propicio para diversão e muita aventura em família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *